São Silvestre: uma corrida emocionante

A São Silvestre foi incluída entre as metas de 2013 assim que iniciei o projeto 90KM. Muito mais pela sua tradição do que por qualquer outra coisa. Pensei ser uma prova legal de realizar no caminho para os 21km.

Após passar um período afastado dos treinos, devido a uma periostite, tínhamos dúvidas se seria possível manter a São Silvestre como meta para 2013, mas felizmente tudo deu certo e encerrei 2013 com chave de ouro.

Para esta prova tive a companhia da minha esposa. Chegamos cedo na Av. Paulista, por volta das 7:30hs da manhã, mas já havia um bom número de corredores no local.  Posicionamo-nos em frente ao MASP e ficamos curtindo as já tradicionais fantasias da São Silvestre. Registrei algumas destas figuras para mostrar pra vocês aqui no blog. Na foto abaixo coloquei apenas alguns dos muitos que cruzamos pelo caminho, mas já da pra ter uma ideia.

São Silvestre1

Se você está se perguntando se eles realmente irão correr ou se estão ali apenas para terem seus 15 minutos de fama, notem que todos estão devidamente inscritos na prova. Cruzei com diversos deles ao longo do percurso, posso garantir que pelo menos uma boa parte desta galera completa a prova.

Enquanto aguardávamos o início da prova tivemos a felicidade de encontrar alguns amigos. Todos estavam estreando na São Silvestre e foi muito bacana compartilhar este momento com eles.

Toda esta atmosfera da corrida fez com que o tempo passasse rapidinho e quando menos esperávamos escutamos a clássica música da São Silvestre. Este momento foi pura emoção e euforia. Levamos em torno de 10 minutos para passar a linha de largada. Os gritos de motivação e a energia transmitida por todos geraram uma dose extra de adrenalina para a prova.

 São Silvestre2

Me chamou a atenção a quantidade de pessoas de outros estados. Apesar de ter ciência do quanto a São Silvestre é famosa, não esperava um número tão grande de pessoas de fora de São Paulo. Grande parte destes corredores faz questão de evidenciar sua origem através de bandeiras, camisa de times de futebol ou roupas tradicionalistas. Isto ajuda a criar um clima de integração entre todos.

Logo no início do percurso presenciei uma das melhores cenas da São Silvestre. A visão que o corredor tem ao entrar no túnel que liga a Av. Paulista à Dr. Arnaldo é daquelas que deveriam ser gravadas e revistas de tempos em tempos naqueles flashbacks que tinham no programa de tv ‘Os Normais’.

Este túnel é subterrâneo e possui algumas aberturas em seu teto, por isto enquanto você está descendo para acessá-lo foi possível ver partes da multidão iluminada por raios de sol. Tanto a entrada do túnel quanto as aberturas no teto foram tomadas por pessoas que incentivavam os corredores. É difícil de passar a emoção deste momento, infelizmente não estava celular para registrá-lo.

Logo após o túnel tivemos que encarar a descida da Pacaembu. Acho que foi o ponto mais íngreme do percurso e não forcei muito o ritmo para evitar impacto muito forte no joelho. Ao contrário do que muitos pensam descidas forçam mais do que subidas, por isto é bom não abusar na velocidade.

A única reclamação foi a distância para o primeiro ponto de hidratação. Achei que poderia ter sido antes dos 4km, pois largando as 9hs em pleno dezembro o calor acabou castigando um pouco mais do que o normal.

Como a quantidade de inscritos foi muito alta a água estava sempre quente. As garrafas eram pegas praticamente no mesmo instante que eram inseridas no gelo. Por isto acabei bebendo metade da garrafa e jogando o restante na cabeça.

Aproveitei os pontos de hidratação dos quilômetros 4 e 10 para consumir os sachês de carbo gel. A ideia inicial seria a cada 5km, mas adequei com os pontos de hidratação indicados no mapa entregue junto ao kit da prova.

Como de costume eu diminuí o ritmo da corrida enquanto bebia a água. Gosto de fazer isto para manter a respiração sobre controle e evitar aquela dor na lateral da barriga.

Tendo em vista a quantidade de corredores inscritos na São Silvestre imaginei que seria mais complicado correr.  Verdade que é difícil manter um ritmo constante em linha reta, mas sabendo ‘negociar’ seu espaço foi possível manter o ritmo dentro do que havia planejado.

 São Silvestre3

Está certo que você corre os 15km dentro da mesma muvuca (rsrsrs). Esperava que os corredores se dispersassem por volta do 10km, mas permaneceu a mesma coisa durante toda a prova.

Assim como o número de inscritos na prova, a quantidade de pessoas incentivando nas calçadas também era muito grande. Este é um grande diferencial na São Silvestre se compararmos com outras provas realizadas no Brasil.

A todo o momento o corredor escuta gritos de incentivos, lê mensagens em cartazes, crianças esticando a mão para bater nos corredores. Enfim, tudo que lemos em matérias relacionadas a maratonas internacionais. Isto realmente faz a diferença.

Em relação ao percurso eu esperava uma prova mais dura, em especial pela Av. Brigadeiro. Claro que encará-la após 12km não é algo muito tranquilo, mas sua inclinação foi menor do que imaginava. A dificuldade deste trecho é sua extensão que ultrapassa 2km.

Concluí a prova com 1h30min45seg. Como retomei os treinos no início de dezembro não fui com expectativa de fazer tempo e sim concluir a prova bem fisicamente. Isto foi um sucesso! Nem sombra da lesão que me incomodou durante os meses de outubro e novembro.

Se você for para a prova com a expectativa correta, arrisco a dizer que esta é a melhor prova do Brasil.

Falo isto porque esta definitivamente não é uma prova onde o corredor deve buscar tempo e muito menos estressar com a muvuca de corredores no percurso. Mas a energia da São Silvestre é incomparável. Praticamente todos os participantes (corredores ou incentivadores) estão ali pela festa e pela união. Já no clima de festa de final de ano!

Por isto continuo com a mesma opinião. O corredor deve participar no mínimo de uma São Silvestre na vida.

 São Silvestre4

Abraço a todos.

Rodrigo Muniz da Rosa

Publicidade

Um comentário sobre “São Silvestre: uma corrida emocionante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s