Preocupação na semana que antecede a prova Igaratá 23k

Chegou a semana que antecede a data da minha primeira prova de 2015.  Igaratá 23K, dia 29 de março.

Estou ansioso pela prova, mas um tanto preocupado.

Primeiro por um pequeno resfriado que apareceu durante a semana passada que insiste em continuar. Já ouvi e li diversos relatos que este tipo de resfriado é normal nas semanas que antecedem grandes provas. Alguns estudos indicam que pode ter relação com a diminuição abrupta da volumetria de kms acumulados na semana.

Bem, não sei ao certo o motivo, mas confesso que estou preocupado em não estar 100% no dia da prova. Inclusive pulei o treino de terça-feira passada (data que amanheci pior) e o longo do final de semana resolvi fazer na esteira para não ficar exposto ao clima um pouco chuvoso.

O segundo ponto que está me preocupando um pouco está relacionado a altimetria da prova.

Busquei propositalmente um percurso com boa diferença de altimetria, mas estou com receio que minha preparação não tenha sido 100% adequada.

Nada relacionado ao treino passado pelo meu treinador Thiago Oliveira (www.myrunner.com.br). Mesmo sendo uma assessoria online tenho 100% de confiança no sistema de treino que recebo e sei que a volumetria da prova não será problema. Ano passado já completamos com muito sucesso a meia maratona Wine Run no Rio Grande do Sul.

Minha preocupação está relacionada ao ganho de elevação que realizei ao longo dos treinos longos. A poucas semanas atrás fiz um post referente a falha na coleta de altimetria realizada pelo meu Garmin. A pesar de saber que ele aparentemente registra um volume maior do que o real, achei que os 1287 metros indicados seria o suficiente para encarar os 868 metros indicados no site oficial da prova.

Até que neste final de semana descobri que posso exportar os treinos que realizei no Garmin para o Google Earth (mesmo sistema que apresenta os dados do percurso da prova).

Pasmem. Dos 1287 metros de ganho de elevação indicados pelo Garmin Connect, o Google Earth informou que o mesmo percurso teve apenas 461 metros de ganho de elevação. Quase a metade do indicado para a prova.

Percurso realizado no meu treino.

Treino Igarata

Percurso da prova

igarata

Mesmo que a altimetria indicada pelo Google Earth esteja errado, parto do princípio que tanto o percurso da prova, quanto o realizado no treino estão sendo medidos pela mesma ferramenta. O que faz com que a diferença apresentada me deixe no mínimo preocupado.

De qualquer forma estou a 1 semana da prova e não há mais nada a fazer. Sei que estou preparado para completar a prova e isto não me preocupa. Esta diferença de altimetria deve influenciar principalmente no tempo que havia estipulado como meta para finalizá-la, mas tudo bem.

O principal é curtir as belas paisagens e o clima que só as provas de montanhas proporcionam.

Abraço a todos.

Rodrigo Muniz da Rosa

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s