Meia Maratona Wine Run

Demorei um pouco para postar o post sobre a Wine Run, porque estava esperando as fotos da prova. Sei que não vou conseguir passar tudo que vivenciei nesta prova, mas com as imagens vocês vão conseguir captar um pouquinho mais do que a Wine Run de Bento Gonçalves pode oferecer.

A Wine Run realizada no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves – RS é uma das provas que considero ‘fora de série’. Mesclando pisos de asfalto, chão batido e paralelepípedo o percurso explora as belezas apresentadas pela cultura local tipicamente italiana. Preste atenção nas paisagens das fotos abaixo. WineRun1 A largada aconteceu às 9hs, mais tarde do que de costume, mas imaginei que por estarmos na serra gaúcha a temperatura seria mais amena e isto não iria influenciar muito. Ledo engano. O sol se apresentou com força e castigou a partir da metade da prova.

Como era de se esperar o percurso era recheado de subidas e descidas, trechos planos eram raridade. Vejam o gráfico de altimetria abaixo. WineRun2 Gráfico de altimetria do Garmin Connect

Perto da Comrades não é nada, mas já é um bom começo se levarmos em consideração que esta foi minha primeira meia maratona.

Iniciei a prova com o intuito de completa-la em até 2horas6minutos, pace de 6 min/km. Acho que conseguiria um ritmo melhor, mas tendo em vista as características da prova decidi que esta era uma meta viável já que não consegui realizar treinos de tiro durante minha preparação.

Os primeiros 4,5 km foram em subidas moderadas (120 metros no total) mesclando trechos de asfalto, paralelepípedo e chão batido. Apesar de não ter nenhuma subida muito forte já deu pra perceber como seria a prova.

Estava me sentindo bem e decidi alterar minha meta inicial de 2 horas e 6 minutos para 2 horas. As parciais até o 5km foram de 5:28, 5:51, 5:42, 5:50 e 6:12 min/km, com base nisto achei que seria viável readequar a meta.

A partir do 5 km iniciou-se uma série de descidas e o pace médio caiu para 4:50min/km. Finalizei os primeiros 10km em 55 minutos e 17 segundos.

Entre o 10km e 11km veio a subida mais ‘punk’. Foram 860 metros de distância com diferença de 90 metros de altimetria. Já encarei subidas como esta em treinos, mas a grande diferença para esta foi o chão batido com muitos cascalhos. Nos locais onde havia muitos cascalhos o pé afundava, quando havia um pouco menos de cascalhos o pé derrapava. Como estava a recém na metade da prova decidi caminhar a partir da metade da subida para evitar um desgaste muito grande.

A partir deste momento veio mais ou menos uns 2,5km de descidas. Mas não pensem que a vida facilitava não. Nas descidas o cascalho derrapa demais, e por algumas vezes fiquei preocupado em não conseguir parar ao aumentar a velocidade. Conclusão, em diversas descidas tinha que forçar para travar a velocidade. Nestes momentos deu pra perceber direitinho como os joelhos e a colunas são mais requisitados.

Cheguei ao 16 km com 1 hora e 32 minutos. Ainda era possível fechar a prova em até 2 horas, bastava completar os próximos 5km em 28 minutos. Estava bem para isto.

Até a metade do 18 km consegui manter o ritmo planejado, mas o pior estava reservado para a reta final, ou melhor, para o desnível final. Uma descida extremamente forte com muitos cascalhos e pedras soltas castigaram as pernas. Foram 100 metros de diferença de altimetria em mais ou menos 800 metros de distância. Tínhamos que forçar muito para não pegar muita velocidade, pois o risco de cair realmente era alto.

Assim que a descida acabou iniciou-se uma subida de 1,5km que nos levaria até o final da prova. Apesar de estar praticamente no final da prova tive que revezar entre corrida e caminhada.

Acabei cruzando a linha final com 2 horas, 02 minutos e 20 segundos. Fiquei muito feliz com o resultado.

Vejam o vídeo que minha esposa fez na chegada e mais algumas fotos da prova.

?????? Foto5 Foto6 Foto7 Foto8 Recomendo a todos esta prova. É dura, mas extremamente recompensadora.

Abraço a todos.
Rodrigo Muniz da Rosa

Publicidade

2 comentários sobre “Meia Maratona Wine Run

  1. Parabéns, fiz minha primeira meia ano passado em Floripa, vou fazer a segunda em Buenos Aires esse ano, quero me superar e fazer bem feito, Bento Gonçalves esta nos meus planos de 2015.

    • Obrigado Luciana.
      Vale a pena incluir a Wine Run em seu calendário.
      Agora eu já vou começar a pesquisar uma Maratona para continuar traçando meu caminho até a Comrades. Estou pensando no RJ em 27 de julho, mas ainda não está definido.
      Abração
      Rodrigo Muniz da Rosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s