Treinamento de força e corrida

Ninguém mais duvida que o treinamento de força é capaz de auxiliar a performance do corredor. Entretanto, há ainda aqueles que, por cultura ou falta de informação, não aderiram ao treinamento de força como preparação complementar à corrida

Os benefícios não são poucos para os corredores que fazem o treinamento de força. Entre eles, destaco a menor incidência de lesões, otimização da performance e redução de tempo de recuperação pós-treino. Lembrando sempre que o treinamento de força para nós corredores é um treinamento complementar e deve ajudar a corrida – não atrapalha-lá. Em outras palavras, o treinamento de força deve ser voltado para otimizar a corrida, não para hipertrofia.

Então fica aquela pergunta no ar: como é o treinamento de força ideal para otimizar a corrida? Primeiro é preciso ter em mente o plano de treinamento do corredor, pois em período de base deve-se treinar mais força, enquanto em período especifico, mais potência. É importante evitar realizar os treino de força pura antes de treinos de corrida longos na fase de base e antes dos treino de ritmo na fase especifica.

E, de uma maneira em geral, os seguintes erros devem ser evitados:

  • não treinar os membros superiores (ou o outro extremo: dar prioridade aos membros superiores),
  • não realizar os exercícios explorando a amplitude máxima de movimento,
  • não treinar o CORE,
  • usar mais máquinas do que peso livre,
  • treinar sentando ao invés de treinar em pé,
  • não treinar exercícios com a execução uni-lateral ou alternada.

Agora é só treinar!

ALEXANDRE MACHADO

DIRETOR DE RELACIONAMENTO KM ESPORTES

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s