Tentei, mas não deu

Após a liberação do médico retomei os treinos de corrida aos poucos.

Comecei com 5 km na terça, mas a dor se intensificou bem após o corpo esfriar.

Na quinta-feira diminui ainda mais o volume, correndo míseros 3 km, e a dor continuou incomodando. No final de semana foi a mesma coisa.

Já escutei mais de uma vez a seguinte frase.

‘O atleta deve aprender a escutar os sinais enviados pelo seu corpo’.

E algo que levo comigo é escutar e aprender com a experiência dos outros.

Agora é a hora de colocar a ansiedade de lado e evitar cometer o mesmo erro que muitos já cometeram. Mascarar a inflamação com remédio e manter os treinos para conseguir atingir a meta dos 21k programada para o dia 3 de novembro poderá comprometer todo o projeto.

Não posso esquecer que a meia maratona é apenas a primeira etapa, o objetivo do projeto 90KM é completar a ultramaratona Comrades.

Tendo este foco decidi abrir mão da meia maratona prevista para novembro e dar o tempo necessário para o meu corpo se recuperar.

Tudo indica que eu devo retornar aos treinos sem nenhum resquício da inflamação no final deste mês. Tempo suficiente para me preparar para a São Silvestre no final do ano.

Abraço a todos,

Rodrigo Muniz da Rosa

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s