Ufa! A fratura por stress não se confirmou

Ontem foi dia de comemorar.

Fomos buscar o laudo da ressonância magnética que realizei na terça-feira e a desconfiança de fratura por stress não se confirmou.

Recebi a notícia da minha esposa por telefone. A entonação de sua voz já indicava que o resultado havia sido positivo.

Ao telefone ela leu o resultado da análise.

“Leve periostite no contorno medial da porção média/distal da diáfise tibial, aspecto que sugere alteração por estresse / sobrecarga, sem definir linhas de fraturas.”

Ao escutar isto um peso enorme saiu das minhas costas. Caso a fratura por stress se confirmasse eu iria perder a primeira meta definida para a preparação da Comrades.

Eu estava bem nos treinos, a evolução foi gradual e já havia completado 18km sem grandes dificuldades. Sentia-me preparado para encarar os 21km pela primeira vez.

A possibilidade de falhar nesta meta havia me desanimado. Não sabia ao certo quanto tempo teria que ficar de repouso, correndo o risco de impactar inclusive a São Silvestre programada a próxima e última meta de 2013.

Nestas duas semanas que estou parado percebi como a corrida faz falta em minha rotina.

Volto no ortopedista na próxima segunda-feira. Com base em nossa primeira consulta estou confiante que serei liberado para voltar a correr na próxima semana.

O tempo está curto, menos de 1 mês para a prova, mas estou confiante que irei conseguir recuperar o tempo perdido nos treinos e realizar minha primeira meia maratona.

Abraço a todos

Rodrigo Muniz da Rosa

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s